quinta-feira, 21 de maio de 2009

Lourenço Filho: reformador da educação no Rio Grande do Sul

A partir da segunda metade da década de 1930, o sistema educacional foi tornado objeto de reforma no Estado do Rio Grande do Sul. Esse processo alcançou condições de aparecimento a partir da nacionalização do ensino, movimento político que produziu espaços nos quais foi possível que o discurso da modernização e do aparelhamento do Estado se estabelecesse para a execução de uma reforma educacional que se instalou de forma ampla, intensa e profunda. Tal reforma se inseriu num contexto de reorganização e racionalização dos serviços de instrução pública, no âmbito do qual a população e a educação emergiram como um problema de governo. Nesse processo destacou-se a participação de Lourenço Filho, que contribuiu de forma proeminente.


Veja o texto completo em http://rbep.inep.gov.br/index.php/RBEP/article/viewFile/623/1190

terça-feira, 19 de maio de 2009

Pedagogia!

A noz, o burro, o sino e o preguiçoso,
Sem pancada, nenhum faz seu ofício:
Esta é fechada, aquele vagaroso,
Um cala, o outro jaz sem exercício;
Mas tanto que o ferro, ou o pau nodoso,
A duros golpes lhes sacode o vício,
O fruto abre, o animal pés amiúda,
O metal clama, o preguiçoso estuda.

In: Seleta de prosa e verso, Alfredo Clemente Pinto.